Tag

tratamento

Browsing

As dores no corpo aumentam a partir dos 40 anos

 E está para nascer quem gosta de viver com dores. Sofrer de dores nas articulações e nos ossos então, nem se fala.

Leia também:

Florais e seu papel na vida sexual

Longevidade: A importância de manter as amizades

Quanto mais o tempo passa a situação nessas áreas pioram. É importante manter a musculatura e a alimentação em dia. Buscar o equilíbrio para evitar sofrer no decorrer da vida.

Muitos preferem investir nos remédios e não se dão conta que a natureza pode ser uma grande aliada nos alívios das dores e na melhora da saúde.


No caso das articulações de joelho e quadril, a saída pode ser a hortelã. Sim, estudos mostram que essa olha recupera a cartilagem dos joelhos e do quadril. Não é sensacional?

Desta maneira atletas ou pessoas que trabalham muito com agachamentos, carregando pesos e outras atividades que exija bastante da musculatura pode ter um santo remédio natural.

A hortelã é uma erva bastante usada na culinária e também para fins medicinais, uma vez que conta com uma ação antiespasmódica e analgésica.

Se você não tem o costume de consumir essa erva, arrisque-se a começar e sentirá os benefícios. Apresento para você, uma receita caseira que no mínimo irá colaborar para melhorar as dores no joelho e no quadril.

Anote aí, experimente e depois m conta.

Chá de hortelã:

 Ingredientes:

-1 colher (sopa) de hortelã seca;
-1 colher (sopa) de sálvia seca;
-1 colher (sopa) de alecrim seco;
-1 colher (sopa) de tomilho seco;
-1 litro de água.

Como Preparar:

Antes de mais nada, ferva a água em uma panela. Quando estiver borbulhando, acrescente as folhas de hortelã e deixe fervendo por mais cinco minutos.

Após esse período, deixe descansar por aproximadamente 15’. Experimente também adicionar um pouco de mel para melhorar o sabor. Coloque na geladeira e consuma durante o dia, sendo:

– Uma em jejum, assim que acordar de manhã

– Durante o dia se conseguir e uma antes de dormir

– Siga esse procedimento por três semanas

Acredite, a musculatura de seus joelhos irá melhorar, assim como sentirá o quadril mais rígido.

É importante ressaltar que essa dica tem caráter informativo e não substituem as orientações passadas por profissionais de saúde. Assim, vale consultar um deles para saber se vale adicionar algo em conjunto.

Até a próxima!!

O orçamento da casa pode ficar mais equilibrada sem a compra de remédios

Leia também:

Vacinação contra a febre amarela em SP

Bicicleta é um excelente remédio para o rejuvenescimento

Muitas pessoas necessitam de compras contínuas de medicamentos durante o mês. Isso, muita das vezes, causa uma despesa mensal inesperada.

Por isso, a minha dica é para você que depende de “certos” remédios e não tem ideia que os mesmos podem ser adquiridos de graça no SUS (Sistema Único de Saúde).

Muitos medicamentos são distribuídos em farmácias nas UBS (Unidades Básicas de Saúde).  Entre os tipos encontrados, estão antibióticos, antidepressivos, ansiolíticos, anti-hipertensivos, antifúngicos, anti-inflamatórios, insulina, e muitos outros.

Diferente do que você possa pensar, a burocracia é mínima para adquirir os medicamentos necessários – Basta comparecer em alguma UBS com a receita médica e a identidade. Caso a pessoa que necessite da medicação não puder comparecer, um terceiro poderá retirar, desde que apresente a identidade e o pedido do médico.

Para saber quais são os remédios disponíveis, clique aqui  e veja a partir da página 17. A relação faz parte do site do Ministério da Saúde (portalms.saude.gov.br).

Remédios com desconto

Caso a medicação que você precise de outro medicamento fora da listagem, o SUS oferece de graça, através do programa Farmácia Popular, fármacos contra asma, diabetes e hipertensão (programa Saúde Não Tem Preço) e concede descontos de até 90% em medicamentos para rinite, colesterol, Parkinson, glaucoma, osteoporose, além de fraldas geriátricas e anticoncepcionais.

Para ter acesso aos descontos e gratuidades, o consumidor precisa comparecer em alguma farmácia credenciada ou na rede própria do governo, portando a receita médica de um dos médicos do SUS ou da rede particular, além de um documento de identificação.

Caso o consumidor seja incapaz de comparecer a farmácia ou seja idoso, será necessário fazer uma procuração (com firma reconhecida) para que outra pessoa retire o medicamento. Além da receita médica, será necessário esse individuo apresentar a sua identidade e a do paciente beneficiário.

Doenças crônicas

Doenças crônicas como artrite reumatoide e doenças de Alzheimer, Chron e Parkinson também tem remédios disponíveis de graça na rede de farmácia do SUS, neste caso, nas chamadas “Farmácias de Alto custo”.

Outra doença que também está inclusa no serviço prestado pelo SUS é o câncer.

Nesta categoria, o paciente deve ser encaminhado, pelo serviço de saúde que realizou o diagnóstico (seja UBS, ambulatório de especialidades ou hospital), para um dos Centros de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) ou uma Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon).

Apenas esses serviços tem autonomia para agendar com prioridade, pela Central de Regulação, para a Rede de Oncologia.

Contraceptivos

Para as mulheres, o SUS também oferece de graça, oito métodos contraceptivos (sendo um deles também para homens). Essa é a relação disponível:

–        Pílula combinada
–        Pílula do dia seguinte
–        Dispositivo intrauterino (DIU)
–        Injetável mensal e trimestral
–        Minipílula
–        Diafragma
–        Preservativos masculino e feminino

Até a próxima!!