Tag

remédios

Browsing

Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag) responde as principais dúvidas sobre medicamento manipulado

 “Medicamento manipulado é igual ao da drogaria?”; “É mais natural?”; “É mais barato?”; Tem o mesmo efeito?”. Basta alguns minutos no balcão de uma farmácia de manipulação para ouvirmos essas e tantas outras perguntas. Para solucionar estas dúvidas Marco Fiaschetti, farmacêutico e diretor executivo da Anfarmag responde um bate bola sobre o assunto.

LEIA TAMBÉM

Vacina contra a gripe completa 20 anos e tem mudanças

Saiba como eliminar as toxinas do organismo

O medicamento manipulado é igual ao de drogaria? Mito ou verdade?

Verdade. Os medicamentos manipulados devem obrigatoriamente possibilitar ao indivíduo os mesmos resultados que qualquer outro medicamento.

O medicamento manipulado é mais natural que o de drogaria? Mito ou verdade?

Mito. A origem da matéria-prima do medicamento manipulado é a mesma de qualquer outro laboratório, e a tecnologia empregada na farmácia permite que sejam preparados todos os tipos de formulações: de hormônios a homeopáticos, de antibióticos a suplementos nutricionais, de corticoides a probióticos. Os produtos fitoterápicos (também conhecidos como “naturais”), portanto, são apenas mais uma das inúmeras especialidades que a farmácia de manipulação brasileira prepara.

O medicamento manipulado é mais barato? Mito ou verdade?

Mito. Há inúmeras situações que o medicamento manipulado pode sair mais caro, como no caso dos genéricos. Em muitas outras, pode significar economia devido à eliminação de sobras e do desperdício, já que o paciente paga apenas pela quantidade exata para o período do tratamento.  O paciente e o médico sempre devem avaliar a melhor relação custo-benefício de cada escolha, já que o fator decisivo para optar pelo produto manipulado é a necessidade de personalização da fórmula, que permite que cada pessoa adquira o produto na dose exata para a necessidade de seu organismo.

 O medicamento manipulado não precisa de receita? Mito ou Verdade?

Mito. O medicamento manipulado precisa de prescrição que somente o médico ou outro profissional de saúde qualificado, como farmacêutico, dentista, nutricionista e veterinário, pode prescrever. Como os manipulados são preparados especificamente para um indivíduo, torna-se obrigatória a apresentação da receita.

Qualquer pessoa pode abrir uma farmácia de manipulação? Mito ou verdade?

Mito. Toda farmácia de manipulação é um estabelecimento de saúde e conta com pelo menos um farmacêutico à disposição da população. Esse é o profissional mais habilitado para tirar dúvidas sobre a forma correta de uso dos medicamentos e sobre os riscos de interação e efeitos colaterais. 

Qualquer medicamento pode ser manipulado? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Salvo algumas exceções, praticamente todos os medicamentos podem ser preparados nas farmácias de manipulação, pois esses estabelecimentos trabalham com tecnologia e têm acesso a milhares de matérias-primas que permitem o preparo de medicamentos para todas as especialidades médicas: pediatria, dermatologia, reumatologia, geriatria, nutrologia, ortopedia, cardiologia, entre tantas outras. A farmácia também prepara formulações para dentistas, nutricionistas e até médicos veterinários.

Tem o mesmo efeito? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Os medicamentos manipulados devem obrigatoriamente possibilitar ao indivíduo os mesmos resultados que qualquer outro medicamento.

É mais indicado para alérgicos? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Sendo informadas de que o paciente é alérgico a determinadas substâncias, a farmácia de manipulação tem condições de preparar formulações totalmente personalizadas isentas desses alergênicos, garantindo o bem-estar do paciente.

É mais indicado para pessoas com intolerâncias a aromatizantes, conservantes, corantes, glúten ou lactose? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Sempre que necessário, a farmácia pode preparar formulações livres de substâncias que gerem intolerância em algumas pessoas, como lactose, glúten, corantes, aromatizantes e conservantes.

Pode ser feito em cápsulas menores? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Algumas pessoas, como crianças, idosos e pacientes especiais têm dificuldade de engolir comprimidos convencionais. Existem vários tamanhos de cápsulas disponíveis, e a farmácia de manipulação pode facilitar o tratamento desses pacientes preparando o mesmo produto em cápsulas menores.

Pode ser feito em forma líquida, como solução, suspensão ou xarope? Verdade ou Mito. Por quê?

Verdade. Uma das principais vantagens do produto manipulado é que um mesmo medicamento pode ser apresentado em diferentes formas farmacêuticas (pastilhas, gomas, géis de uso interno ou externo, cremes, loções, xampus, xaropes, soluções e suspensões), buscando o que é mais adequado para cada pessoa.

É verdade que o produto manipulado é artesanal? Verdade ou Mito. Por quê?

Mito. Quem chega à recepção de uma farmácia de manipulação não imagina tudo que está por trás do balcão: processos, sistema de garantia da qualidade, tecnologia empregada, rastreabilidade desde a compra da matéria-prima até a entrega do produto final ao consumidor e supervisão do farmacêutico em todas as etapas. A farmácia muitas vezes é o estabelecimento de saúde mais próximo e acessível para a população. Conhecê-la é um direto do cidadão, que deve sempre conversar com o médico, dentista, veterinário ou nutricionista sobre as vantagens de optar pelo produto manipulado caso a caso.

Sobre Marco Fiaschetti – Diretor Executivo da Anfarmag (Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais) – O farmacêutico articulista, palestrante, docente e consultor é especialista em marketing farmacêutico e diretor executivo da Anfarmag. Formado pela Unesp como farmacêutico em 1984, o profissional especializou-se em marketing de varejo pela FIA-USP e ESPM, pós graduou-se em marketing de negócios pela IPEP e em 2010 fez mestrado em marketing farmacêutico na Unesp.

Sobre a Anfarmag – Entidade sem fins lucrativos a Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais representa o setor magistral, voltado para a preparação (manipulação) de medicamentos e produtos para a saúde nas farmácias de manipulação de forma personalizada, atendendo às necessidades específicas de cada paciente. O trabalho da associação é voltado para a defesa, promoção e desenvolvimento do setor magistral. Atualmente a Anfarmag conta com 14 escritórios regionais e é composta por 5.000 associados, entre empresas e profissionais que atuam no segmento, distribuídos em todo o território nacional.  Informações: www.anfarmag.org.br.

 Até a proxima!!

Todo cuidado é pouco com os remédios que se consome

Leia Também:

Controle a sua alimentação com um diário

Conheça alguns benefícios do café

Aspirina, omeprazol e diurético podem causar câncer e diabetes

Estudo apontou 29% de chances de desenvolvimento das doenças

Um dos maiores problemas do ser-humano é o consumo de produtos em excesso. A ansiedade e a depressão são responsáveis pelo exagero em bebidas, alimentos e as drogas de diversos tipos.

Assim, quando esse exagero se trata de droga, isso é ainda pior. Claro que existem casos que o remédio, como o nome mesmo diz, é fundamental para amenizar ou realmente curar a patologia existente, amenizar dores e salvar vidas.

O que é certo é que devemos nos atentar aos tipos de remédios que consumimos, como revela um estudo dinamarquês, publicado na revista científica “Journal of the American Academy of Dermatology”.

Resultados constataram que medicamentos clássicos como aspirina, hidroclorotiazida (HCT, diurético usado contra hipertensão), estatinas e omeprazol colaboram para o desenvolvimento de câncer e diabetes.

O uso de hidroclorotiazida, aliás, está associado à maior incidência de alguns tipos específicos da enfermidade.

A pesquisa analisou 80 mil indivíduos com câncer entre o período de 2004 e 2012 e também 1,5 milhão de indivíduos que não obtiveram a doença.

A conclusão final foi que há uma chance até 29% maior de incidência para carcinoma de célula basal e até três vezes maior para o carcinoma de células escamosas.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), os cânceres de pele afetam 165 mil pessoas e matam cerca de 2 mil pessoas ao ano no Brasil.

Vamos cuidar da nossa saúde e buscar recursos naturais e práticas mais saudáveis, afinal, desta maneira chegaremos à longevidade de maneira plena. Consulte as várias dicas de mudanças de hábitos na Internet e também com eu médico de confiança.

Até a próxima!!

 

 

 

Kaspersky Password Manager

Crie uma senha forte para sua conta