Tag

cérebro

Browsing

A importância do abraço vai muito além de um afago

A troca de energia e a sensação de proteção é muito benéfica aos filhos

Leia também:

O orgasmo é um grande aliado para a saúde

Conheça alguns exercícios para a saúde do cérebro

Você curte dar ou receber aquele abraço? Parece besteira, só que estudos realizados por cientistas do Instituto Weizmann de Ciência, esse ato tem muito poder, principalmente quando se trata de abraçar os filhos.

Sim, acredite, quanto mais o seu ou seus filhos forem abraçados pelos pais, mais o cérebro deles se desenvolverão. Além disso, o hormônio ocitocina, considerado o ‘hormônio do amor’ será liberado.

Para quem não sabe, a ocitocina começou a ser estudada em 1906 e os seus benefícios no corpo humano e no nosso sistema emocional ainda são surpreendentes. Esse hormônio atua como facilitador do vínculo entre as pessoas e colabora para o desenvolvimento de parte da estrutura do cérebro no processo de transmissão de células cerebrais para a corrente sanguínea.

Desta maneira, quando se abraça alguém, o hipotálamo produz o neurotransmissor, que é secretado pela glândula pituitária, o hormônio então estimula os centros de prazer. Ela é a base neurológica para a ligação social, especialmente com as pessoas mais próximas a você.

Por isso, se ainda não faz, comece o quanto antes a abraçar os seus filhos. Essa relação pode promover uma série de benefícios que vão além da sensação de bem-estar físico. Do ponto de vista psíquico, para crianças e jovens, ser abraçado pela mãe e pelo pai representa segurança, dedicação e acolhida. Para os pais, envolver os filhos em seus braços dá a sensação de pertencimento, continuidade da vida, amor.

E nunca é demais lembrar que o abraço é algo que se dá gratuitamente. Mais abraços, amor e boas relações para você.

 Até a próxima!!

O indivíduo usa o cérebro bem menos do que poderia.

É sabido que a busca para alcançar a longevidade exige realizar atividades físicas regulares, praticar novas terapias para se autoconhecer como o Yoga e seguir uma dieta equilibrada.

Leia também:

Saiba como eliminar as toxinas do corpo

O cacau é um alimento saudável e poderoso

Agora você também sabia que trabalha a mente, sobretudo o cérebro também colabora?

O cérebro, mesmo que você discorde é um órgão bem preguiçoso, afinal ele trabalha no piloto automático. Assim, vale a pena conhecer alguns exercícios que exigem o raciocínio.

Hoje divido com você uma grata surpresa que descobri – O chamado Método Supera, do fundador Antonio Carlos Guarini Perpétuo, 58 anos, que é engenheiro aeronáutico.

O método da empresa reúne seis ferramentas que estimulam o cérebro: Entre eles estão trabalho no ábaco e as atividades neuróbicas. É trabalhado também nas apostilas, exercícios cognitivos, jogos de tabuleiro, jogos online e dinâmicas em grupo. 

De acordo com Perpétuo, todas elas colaboram no trabalho das funções cognitivas (memória, concentração, raciocínio e criatividade), socioemocionais (relacionamento inter e intrapessoal e autoestima) e éticas.

O método é voltado para todas as idades. A ideia é que desde cedo o indivíduo melhore sua performance na vida acadêmica, pessoal e profissional.

Ginástica para o cérebro: 10 atividades neuróbicas

Se você estiver se perguntando para que servem essas aeróbicas dos neurônios, a resposta é simples – Esses exercícios tornam o cérebro mais ágil e flexível e amplia as possibilidades na busca de novos caminhos.

Algumas modalidades de ginástica para o cérebro, como as neuróbicas incluem desde exercícios simples, as baseadas em situações diárias, até aos desafios mais complexos, que podem surgir no dia a dia.

Vamos experimentar algumas?

·         Ande pela casa de trás para frente;

·         Vista-se de olhos fechados;

·         Use o relógio no pulso contrário ao habitual;

·         Escove os dentes também com a mão contrária da de costume;

·         Veja as horas num espelho;

·         Troque o mouse de lado;

·         Em vez de elaborar uma lista, experimente memorizar o que tem de comprar no supermercado;

·         Faça um novo caminho para ir ao trabalho;

·         Ao ler uma palavra, pense em outras cinco que comecem com a mesma letra;

·         Selecione uma frase de um livro e tente formar, com as mesmas palavras, uma frase diferente.

Conheça cinco atividades para o cérebro:

Ginástica para o cérebro

Ginástica para o cérebro

Ginástica para o cérebro

Ginástica para o cérebro

Ginástica para o cérebro

RESPOSTAS – Desafio 1: A regra que determina a sequência é a posição da letra C; a resposta correta é a alternativa C, marisco, pois é a única palavra na qual C é a sexta letra; Desafio 2: O casal tem 4 filhas e 3 filhos; Desafio 3: Você pode encher a caixa de buracos; Desafio 4: São 15 para as duas; Desafio 5: Cada grupo de três números somam 30.

Por seus resultados surpreendentes, a ginástica para o cérebro vem sendo considerada tão necessária para manter a saúde mental quanto as atividades físicas são para a saúde do corpo. “Sabe-se que, com a prática disciplinada e adequada, é possível, entre tantas outras coisas, tornar-se mais ágil, criativo e produtivo”, pontua Perpétuo.

Atualmente a Rede Supera (https://metodosupera.com.br/) possui mais de 9.500 alunos 50+ matriculados nas 350 unidades em todos os Estados brasileiros.

Até a próxima!!

O quanto você se preocupa em exercitar o cérebro?

De acordo com várias pesquisas, está provado que realizar exercícios específicos colabora muito para a melhora das habilidades cognitivas e aumento do foco mental.

E sim, fazer atividade física e palavras-cruzadas também entram nessas dicas diárias.

Para se ter uma ideia, um estudo da Universidade da Colúmbia Britânica, realizada por pesquisadores provou que o exercício aeróbico regular (os realizados na academia) aumenta o tamanho do hipocampo, a área do cérebro envolvida na memória verbal e no aprendizado.

Engana-se quem pensa que os exercícios de resistência, equilíbrio e tonificação muscular fazem diferença nesse órgão. Então valorize também os aeróbicos.

O  neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro “Mantenha seu Cérebro Vivo”, foi ainda mais longe. Ele criou uma ginástica específica para esse órgão do sistema nervoso. É a chamada neuróbica.

A grande sacada aqui é acreditar realmente que fazer algo diferente do que executamos de maneira mecânica ajuda a melhorar a nossa concentração e memória.

Katz defende nessa teoria, inverter a ordem de alguns movimentos comuns do nosso dia a dia, ou seja, fazer algo incomum que explora os nossos 5 sentidos: a visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato.

Entre os exercícios estão o de ler ao contrário e ouvir Mozart inalando o cheiro de lavanda. Loucura né?

Listo abaixo, algumas técnicas que de acordo com o neurocientista te ajudará a turbinar e deixar o cérebro mais ágil:

Faça uma nova atividade de lazer

Mude a sua rotina de atividades – Natação, ciclismo, corrida por Yoga, futebol, enfim, algo que faça o seu cérebro ter novas ações cognitivas.

Monte frases

Pegue o texto de um livro e se desafie a montar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras.

Leia uma nova revista ou site

Faça da Internet e da banca de jornais um aliado – Pesquise assuntos diferentes do que está acostumado a ler ou assistir.

Treino com quebra-cabeça

Brinque de quebra-cabeça usando um cronometro para saber quanto tempo levou para vencer o desafio. Seja rápido no raciocínio.

Mexa seus pés

Viva a experiência de mexer os dedos dos pés antes de sair da cama pela manhã. Escolha os sapatos que você usará nesse dia. Acredite, os seus pés possuem receptores que se conectam e estimulam o cérebro.

Escovar os dentes com a mão não dominante

Troque a sua mão dominante e ajude a vencer também o mal de Alzheimer.

Atividades às cegas

Olha que experiência interessante essa – Já pensou em vestir sua roupa ou lavar a louça de olhos fechados? Esse desafio é muito bom par o cérebro.

Leia ao contrário

Katz defende que a técnica de ler ou ver fotos de cabeça para baixo concentrando-se em detalhes nos quais nunca tinha reparado é uma forma de estimular a capacidade cerebral.

E não se julgue se não conseguir realizar os desafios acima, você pode caminhar. Sim, os pesquisadores defendem que andar a pé é talvez um dos exercícios mais eficazes que surtem em um efeito completo ao corpo. Do seu cérebro aos dedos dos pés, tudo é afetado por alguns minutos de caminhada regular.

Então, bora exercitar o cérebro?

Até a próxima!!

 

Depressão é um mal do século e exige cuidados

Sim, depressão é uma doença muito perigosa e está presente em milhares de pessoas. Por mais que muitas das vezes, o indivíduo se recusa a aceitar o problema, vale se permitir conversar cm profissionais de saúde e buscar o equilíbrio.

Leia também:

Março amarelo é prova de amor ao seu animal

Pesquisa mostra que comer menos ajuda a viver mais

Normalmente o tratamento é feito com medicamentos e alguns fitoterápicos. O profissional saberá o que indicar, de acordo com a causa.

É importante que se diga que algumas mudanças de comportamento também colaboram para uma melhora. Controlar a ansiedade, que também é outra doença que está em evidência, adotar novos hábitos saudáveis, como meditação, atividades físicas, alimentação adequada, entre outras coisas que ajudam no bem-estar.

A alimentação pode ser um grave problema para a manutenção ou aumento da depressão – Por exemplo, os produtos como o açúcar podem ser prejudiciais e devem ser evitados – açúcar branco refinado é um deles. Ficar longe também de refrigerantes, sucos de frutas e xarope de milho também é fundamental.

Um dos motivos é que o açúcar contribui para o processo inflamatório do organismo e, consequentemente, também do cérebro. A inflamação cerebral pode chegar a 30% maior em pacientes com depressão.

Fora isso, aumentar o consumo desse ingrediente irá liberar insulina, o que resulta na queda rápida do açúcar do sangue.

Apresento algumas dicas de consumos para combater a depressão:

·         Comer frutas ao invés de consumi-las em sucos.

·         Troque a farinha branca pela integral ou a de castanha

·         Evite molhos de salada e catchup, pois possuem aspartame ou xarope de milho

·         Evite o consumo excessivo de bebida alcoólica

·         Beber bastante água

·         Evite molhos à base de soja, como shoyu

·         Evite alimentos processados, principalmente os enlatados. Um estudo com 3 mil pessoas na Inglaterra mostrou que aqueles que consumiam mais enlatados tinham maior índice de depressão, se comparado com o menor risco nas pessoas que ingeriam mais ingredientes integrais

·         Coma bastante grãos, cereais integrais, frutas, verduras, legumes, peixe, fibras

·         Evite gorduras trans, como batata frita, nuggets, frango frito

·         Produtos que são ricos em magnésio, complexo B, zinco e cobre, são importantes para produção de neurotransmissores (são componentes químicos cerebrais que transmitem sinais entre as células nervosas) e podem ajudar a evitar e melhorar depressão e ansiedade

·         Coma queijo, frango, amendoim e castanha de caju, ervilha, ovo e leite

·         Evite ao máximo os fast foods, as carnes vermelhas e processadas como salsicha, linguiças etc

·         Prefira os alimentos gorduros como abacate, azeite, castanhas e peixes. Estas ajudam na depressão e no humor

Até a próxima!!

E já é sabido que a cada dia, o tema Longevidade ganha destaque nas mídias.
Leia também
Diálogo com o tempo fala sobre a Longevidade
Longevidade ao alcance de todos

E já é sabido que a cada dia, o tema Longevidade ganha destaque nas mídias.

Muitos entendem que para alcançar a idade avançada deve-se fazer as atividades físicas regulares ou simplesmente se alimentar de forma mais saudável.

Claro que isso é verdade, assim como trabalhar as questões mentais e espirituais, ou seja, um conjunto de fatores essenciais, como demonstram estudos e informações de especialistas.

O cérebro precisa de exercícios para se manter ativo e saudável.

Desta maneira, apresento hoje a empresa ISGAME, do idealizador Fabio Ota, que aliás, tive o prazer de ter no quadro “ De carona com Curty”, que será exibido na próxima 2ªfeira, dia 29/10.

A empresa de Fabio é bem interessante, inovadora e preocupada com o público acima dos 50 anos.

Tanto é verdade que recentemente recebeu um novo aporte da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para ampliar seu trabalho na área de games para idosos.

Assim, no ano que vem, a empresa abrirá franquia para seu curso, que oferece dois tipos de aulas: uma ensina a jogar videogame, enquanto a outra ensina os interessados a criar os seus próprios jogos.

Fabio Ota, atua na área de tecnologia da informação há mais de 20 anos e se orgulha dos resultados obtidos nos cursos: “os alunos apresentaram um quadro de melhora em concentração, raciocínio lógico, memória e qualidade de vida, principalmente os que desenvolveram videogames, além de melhorarem a autoestima”.

A cada dia a empresa busca atender melhor a classe mais sênior. Os jogos de memória e lógica são constantemente aperfeiçoados com design gráfico mais amigável, cores e desenvolvimento de roteiros.

Acredite, na ISGAME, você tem a possibilidade de criar o seu próprio personagem, cenário, objetivo, caminhos, entre outros elementos. É sem dúvida nenhuma, uma experiência muito interessante.

A sede fica no bairro do Butantã, em São Paulo.

Entre em contato para mais informações no e-mail: contato@isgame.com.br

Acesse o site www.isgame.com.br e veja como fazer parte desse jogo sensacional.

Até a próxima!!

 

Dia 21 de setembro se comemora o dia do combate ao Alzheimer

Leia também:

A importância da leitura para a memória

Exercícios para a concentração e para o cérebro

A doença que acomete uma parte da população é caracterizada como demência no individuo. Os comprometimentos são muitos e é preciso amor e compreensão.

Essa demência trata-se de uma síndrome que se manifesta pela perda das funções cognitivas como memória e linguagem, resultando em piora progressiva das atividades diárias.

Existe uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e alterações comportamentais –  De acordo com os dados, aproximadamente 4% a 5% das pessoas com mais de 65 anos de idade e 50% dos que estão próximos dos 90 anos estão com a doença.

Há mudanças importantes  no humor e do comportamento, principalmente quando se chega ao estágio da dependência, ou seja, quando há necessidade de que pessoas (familiares / cuidadores) ao redor por longo período.

Para ajudar você a evitar essa doença, hoje te apresento alguns aplicativos, que descobri pelo Smart Sênior e que vale dividir com você.

Todos eles são utilizados para estimular a memória e possuem jogos divertidos, interativos e que auxiliam na memória.  Bora exercitar o cérebro?

Fitbrain: É uma plataforma para treino de habilidades cognitivas. O aplicativo tem mais de 360 jogos que são projetados para melhorar memória, velocidade de processamento, concentração, resolução de problemas e habilidades visuais.

Phacil : este aplicativo para iOS desenvolvido por brasileiros (Bruno Rendeiro e Rafael Moris) é um quebra-cabeça cujas peças devem ser posicionadas de acordo com a cor. .
Lumosity: é um programa de treinamento cerebral criado por cientistas
Usado por mais de 85 milhões de pessoas em todo o mundo. Lumosity oferece um programa abrangente de treinamento cerebral com mais de 25 jogos.

Memory Trainer : Plataforma com jogos da memória dos mais variados tipos. O desenvolvedor promete que este software é capaz de exercitar sua concentração e a forma como você mantém o foco em determinadas situações.

Até a próxima!!

E hoje você confere a segunda parte da entrevista com o geriatra, Dr. Milton Crenitte sobre o tema “Memória” .

Veja também:

A memória também envelhece com o tempo

O risco de quedas em idosos

 

Apesar de ser normal o nosso cérebro também envelhece e assim como as ótimas soluções para envelhecermos de maneira saudável no quesito físico, também temos muitas alternativas para manter nossa memória ativa e longa.

Confira esse link de um site português que encontrei para te ajudar e conhecer até um livro que fala sobre o tema.

Você encontrará diversos exercícios para sua memória. E por favor,  depois me conte como se saiu, combinado?

Aqui eu também te deixo um exercício bacana para trabalhar a sua memória e a concentração. Topa o desafio?

Observe bem os elementos da lista abaixo e tente decorá-los pelo tempo de 30 segundos:

amarelo televisão praia
dinheiro celular linguiça
papel chá Londres

A seguir, olhe para a próxima lista e encontre os nomes que foram alterados:

amarelo confusão mar
dinheiro celular linguiça
folha caneca Paris

Então, encontrou as palavras diferentes? Foram essas – Confusão, Mar, Folha, Caneca e Paris.  Caso você tenha identificado as trocas, meus parabéns – a sua memória está em boas condições. E peço que não pare de exercitar a sua cabeça, pois só assim seu cérebro estará em forma.

Agora caso não tenha descoberto as palavras trocadas, não se apavore, apenas avalie o por que de não ter acertado e trabalhe a sua parte física, melhore seus alimentos e por que não, procure seu médico e veja se há necessidade de tomar algum medicamento para a memória.

Você pode entrar em contato com o geriatra – Dr. Milton Crenitte ( CRM.150848) pelo Instagram ou pelo Facebook

Compartilhe, curta, siga o canal no youtube e no Facebook.

Um abraço e até o próximo encontro!!

E hoje você confere a segunda parte da entrevista com o geriatra, Dr. Milton Crenitte sobre o tema “Memória” .

Veja também:

A memória também envelhece com o tempo

O risco de quedas em idosos

 

Apesar de ser normal o nosso cérebro também envelhece e assim como as ótimas soluções para envelhecermos de maneira saudável no quesito físico, também temos muitas alternativas para manter nossa memória ativa e longa.

Confira esse link de um site português que encontrei para te ajudar e conhecer até um livro que fala sobre o tema.

Você encontrará diversos exercícios para sua memória. E por favor,  depois me conte como se saiu, combinado?

Aqui eu também te deixo um exercício bacana para trabalhar a sua memória e a concentração. Topa o desafio?

Observe bem os elementos da lista abaixo e tente decorá-los pelo tempo de 30 segundos:

amarelo televisão praia
dinheiro celular linguiça
papel chá Londres

A seguir, olhe para a próxima lista e encontre os nomes que foram alterados:

amarelo confusão mar
dinheiro celular linguiça
folha caneca Paris

Então, encontrou as palavras diferentes? Foram essas – Confusão, Mar, Folha, Caneca e Paris.  Caso você tenha identificado as trocas, meus parabéns – a sua memória está em boas condições. E peço que não pare de exercitar a sua cabeça, pois só assim seu cérebro estará em forma.

Agora caso não tenha descoberto as palavras trocadas, não se apavore, apenas avalie o por que de não ter acertado e trabalhe a sua parte física, melhore seus alimentos e por que não, procure seu médico e veja se há necessidade de tomar algum medicamento para a memória.

Você pode entrar em contato com o geriatra – Dr. Milton Crenitte ( CRM.150848) pelo Instagram ou pelo Facebook

Compartilhe, curta, siga o canal no youtube e no Facebook.

Um abraço e até o próximo encontro!!

E hoje você confere a segunda parte da entrevista com o geriatra, Dr. Milton Crenitte sobre o tema “Memória” .

Veja também:

A memória também envelhece com o tempo

O risco de quedas em idosos

 

Apesar de ser normal o nosso cérebro também envelhece e assim como as ótimas soluções para envelhecermos de maneira saudável no quesito físico, também temos muitas alternativas para manter nossa memória ativa e longa.

Confira esse link de um site português que encontrei para te ajudar e conhecer até um livro que fala sobre o tema.

Você encontrará diversos exercícios para sua memória. E por favor,  depois me conte como se saiu, combinado?

Aqui eu também te deixo um exercício bacana para trabalhar a sua memória e a concentração. Topa o desafio?

Observe bem os elementos da lista abaixo e tente decorá-los pelo tempo de 30 segundos:

amarelo televisão praia
dinheiro celular linguiça
papel chá Londres

A seguir, olhe para a próxima lista e encontre os nomes que foram alterados:

amarelo confusão mar
dinheiro celular linguiça
folha caneca Paris

Então, encontrou as palavras diferentes? Foram essas – Confusão, Mar, Folha, Caneca e Paris.  Caso você tenha identificado as trocas, meus parabéns – a sua memória está em boas condições. E peço que não pare de exercitar a sua cabeça, pois só assim seu cérebro estará em forma.

Agora caso não tenha descoberto as palavras trocadas, não se apavore, apenas avalie o por que de não ter acertado e trabalhe a sua parte física, melhore seus alimentos e por que não, procure seu médico e veja se há necessidade de tomar algum medicamento para a memória.

Você pode entrar em contato com o geriatra – Dr. Milton Crenitte ( CRM.150848) pelo Instagram ou pelo Facebook

Compartilhe, curta, siga o canal no youtube e no Facebook.

Um abraço e até o próximo encontro!!