Tag

benefícios

Browsing

O quanto você se preocupa em exercitar o cérebro?

De acordo com várias pesquisas, está provado que realizar exercícios específicos colabora muito para a melhora das habilidades cognitivas e aumento do foco mental.

E sim, fazer atividade física e palavras-cruzadas também entram nessas dicas diárias.

Para se ter uma ideia, um estudo da Universidade da Colúmbia Britânica, realizada por pesquisadores provou que o exercício aeróbico regular (os realizados na academia) aumenta o tamanho do hipocampo, a área do cérebro envolvida na memória verbal e no aprendizado.

Engana-se quem pensa que os exercícios de resistência, equilíbrio e tonificação muscular fazem diferença nesse órgão. Então valorize também os aeróbicos.

O  neurocientista norte-americano, Larry Katz, autor do livro “Mantenha seu Cérebro Vivo”, foi ainda mais longe. Ele criou uma ginástica específica para esse órgão do sistema nervoso. É a chamada neuróbica.

A grande sacada aqui é acreditar realmente que fazer algo diferente do que executamos de maneira mecânica ajuda a melhorar a nossa concentração e memória.

Katz defende nessa teoria, inverter a ordem de alguns movimentos comuns do nosso dia a dia, ou seja, fazer algo incomum que explora os nossos 5 sentidos: a visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato.

Entre os exercícios estão o de ler ao contrário e ouvir Mozart inalando o cheiro de lavanda. Loucura né?

Listo abaixo, algumas técnicas que de acordo com o neurocientista te ajudará a turbinar e deixar o cérebro mais ágil:

Faça uma nova atividade de lazer

Mude a sua rotina de atividades – Natação, ciclismo, corrida por Yoga, futebol, enfim, algo que faça o seu cérebro ter novas ações cognitivas.

Monte frases

Pegue o texto de um livro e se desafie a montar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras.

Leia uma nova revista ou site

Faça da Internet e da banca de jornais um aliado – Pesquise assuntos diferentes do que está acostumado a ler ou assistir.

Treino com quebra-cabeça

Brinque de quebra-cabeça usando um cronometro para saber quanto tempo levou para vencer o desafio. Seja rápido no raciocínio.

Mexa seus pés

Viva a experiência de mexer os dedos dos pés antes de sair da cama pela manhã. Escolha os sapatos que você usará nesse dia. Acredite, os seus pés possuem receptores que se conectam e estimulam o cérebro.

Escovar os dentes com a mão não dominante

Troque a sua mão dominante e ajude a vencer também o mal de Alzheimer.

Atividades às cegas

Olha que experiência interessante essa – Já pensou em vestir sua roupa ou lavar a louça de olhos fechados? Esse desafio é muito bom par o cérebro.

Leia ao contrário

Katz defende que a técnica de ler ou ver fotos de cabeça para baixo concentrando-se em detalhes nos quais nunca tinha reparado é uma forma de estimular a capacidade cerebral.

E não se julgue se não conseguir realizar os desafios acima, você pode caminhar. Sim, os pesquisadores defendem que andar a pé é talvez um dos exercícios mais eficazes que surtem em um efeito completo ao corpo. Do seu cérebro aos dedos dos pés, tudo é afetado por alguns minutos de caminhada regular.

Então, bora exercitar o cérebro?

Até a próxima!!

 

Às vezes é preciso mudar hábitos e experimentar coisas novas

Leia também:

Novembro azul contra o câncer de próstata

A importância de pedalar em família

Eu confesso que nunca fui fã de café. Ok, eu já consumi essa bebida misturada com leite quando era pequeno, se não me engano até os meus cinco anos de idade.

Daí para frente jamais voltei a beber ou consumir esse importante produto, seja como bebida, chocolate, bala, etc.

Como tudo na vida, devemos avaliar o que vale a pena manter e até a voltar ser consumido.

Após ler essa matéria abaixo e que divido com você, quem sabe tomo gosto pelo café?

O café é conhecido pelo forte sabor e energia. Lembro que deve ser consumido com moderação. Agora, será que você conhece a fundo os benefícios desse produto?

Conheça alguns:

– Colabora para um melhor desempenho cognitivo,

– Melhora o desempenho físico,

– Possui antioxidantes e nutrientes

E não pense que acabou. Por exemplo, eu não sabia que a cafeína em contato com o cérebro, bloqueia os efeitos de um neurotransmissor chamado adenosina.

Esse bloqueio faz com que aumente o disparo neuronal no cérebro e a liberação de outros neurotransmissores como a dopamina e a norepinefrina, ou seja, ajuda a melhorar o humor, o tempo de reação, a memória, a concentração e a função cerebral geral.

Na questão física, se começar a perceber, verá que a cafeína é um dos compostos presentes nos suplementos para emagrecer.

O café ajuda a acelerar o metabolismo e também aumenta a oxidação de ácidos graxos

Diabetes é uma doença sem cura. Evitar ela é possível. Alguns estudos observacionais mostram que a bebida tem sido frequentemente associado a um menor risco de diabetes tipo 2. Essa redução do risco varia de 23% a 67%.

Outras doenças que são reduzidas com o consumo de café é a de Alzheimer e Parkinson.

É sabido que consumir exageradamente as bebidas alcoólicas prejudica o fígado podendo causar a hepatite e desenvolver a cirrose.

O café pode ajudar a amenizar esse risco porque em até 80%. De acordo com alguns estudos, o consumo de quatro ou mais xícaras por dia proporcionou efeitos mais fortes. Já em relação a redução ao risco de câncer de fígado chega a 40%

Uma xícara de café contém nutrientes e antioxidantes, sendo:

·         6% da IDR (Ingestão Diária Recomendada) de ácido pantotênico (vitamina B5);

·         11% da IDR de riboflavina (vitamina B2);

·         2% da IDR de niacina (B3) e tiamina (B1);

·         3% da IDR de potássio e manganês.

E não exagere e tome alguns cuidados – O consumo de café em excesso, principalmente de estômago vazio, pode ser prejudicial.

Saúde e vamos juntos alcançar a longevidade.
Kaspersky Password Manager

 

Crie uma senha forte para sua conta

Kaspersky Password Manager

Crie uma senha forte para sua conta